terça-feira, 30 de novembro de 2010

ENTREVISTA



Seremos entrevistados dia 06 (próxima segunda) pelo Gustavo Vasconcellos para o programa FMI NAS ONDAS DO RÁDIO, da Cultura FM (100.9), às 20:30. Pra quem ainda ouve rádio, estaremos lá! Dá pra ouvir pela internet também: http://culturafmdf.com.br/ .

domingo, 28 de novembro de 2010

CAÇA-BANDAS

Estaremos tocando dia 07 de dezembro (terça-feira) lá no Uk Pub às 21hrs. São as eliminatórias do Festival Caça-Bandas, que vem acontecendo desde o começo deste ano. Além da Korina irão tocar Blood Chip e Opus Incertum. Compareçam e votem!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

EITA PORRA, VAZOU!

É galera, olha a rapeize korinesca mandando um hit roberto-carliano no São Rock. Felizmente temos namoradas bacanas e brodis desocupados que estão dispostos a serem escravizados por nós e filmam nossos shows ao invés de encher a cara em paz.VALEU COLEGAS. Tó aê:

http://www.youtube.com/watch?v=XEkAnkto3N8

terça-feira, 23 de novembro de 2010

FOTOS DE IGOR KAWKA

Algumas fotos do show do dia 20/11 (Bloco Sonoro #4). Valeu a todos e todas! Foi bom à beça. E que venham outros!





quarta-feira, 10 de novembro de 2010

LETRA ÉSSE



amanhece
logo o sol
me aquece
e aparece
um "s"
em minha mão
será que é superstição?

assim sendo
incompreendendo
eu descendo
e vôo até Paris
onde Breton
brincou de giz

são seis horas da manhã
e o meu sono não veio
será que vou pegar no sono
só lá para as duas? não creio

preciso descansar meu coração
ele está cheio de insetos avoando
e monstros de inquietação

faço um verso
contra o lado
impresso
de uma filipeta
de papel
"eu sou do tamanho do céu"

escrevendo e
cantando e
lendo
lembrando e
esquecendo

bem ou mal
insônia é algo natural

são seis horas da manhã
e o meu sono não chegou
será que vou dormir
só lá pras duas?
ó não! por favor!

preciso aliviar essa tensão
por isso acendo uma vela na janela
pra buscar inspiração... e piração

a vizinha
velhinha
caminha
com seu pequinês
a acompanhar

quem será que vai visitar?

um mendigo
dorme ao abrigo
de uma árvore
e um arranha-céu
sonhando
ajeita o seu chapéu

são seis horas da manhã
e o sono não se aproxima
e eu fico ali sentado na calçada
a escrever outra rima

preciso acostumar-me à solidão
é o silêncio nas paredes do meu quarto
que produz assombração

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

QUEM DISSE ISSO?

Então. Andaram dizendo que Korina acabou, tralha & tal - mas isso não é bem verdade. Pra demonstrar isso estaremos tocando dia 20 de novembro no Bloco Sonoro (com Enema Noise, Valdez, Helena, Violins). Aí é só aparecer lá se você acredita que a gente ainda existe. Estivemos um tempo parados desde a saída do nosso querido Kelton, mas o exímio guitarrachim Carlos Beleza entrou na onda com a gente. Agora é só botar uma força na peruca e chacoalhar a cabeleira. Novidades virão!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Amanhã tem uma festinha mutcho loca


Pueblo!

Amanhã à noite vai rolar a festa de despedida da Juliana, amiga da rapaziada que na próxima semana está se mudando pra gringa. Pra ajudar com as despesas da guria e tornar a despedida ainda mais divertida, diversas bandas de diversos amigos se organizaram pra tocar diversas músicas: Tiro willams, Cajamarca, Turron Presidencial, Supernatural (Santana cover!) e, adivinhem... Korina!

Pra participar da celebração, tem de por seu nome na lista da festa, enviando um e-mail pra afestadajuliana@gmail.com. A entrada custa R$ 5,00 e cada um tem de trazer sua bebida.

Nos vemos lá!

FESTA DA JULIANA
Com as bandas Korina, Tiro willams, Cajamarca, Turron Presidencial, Supernatural (Santana cover)
Quando: sábado, 17 de julho (amanhã!), a partir das 21hs
Onde: QL 02, Conjunto 11, Casa 18, Lago Norte
Quanto: nome na lista (afestadajuliana@gmail.com), R$ 5,00 (obs: Trazer birita!)
Mais informações : 9218-0326/9976-3073

domingo, 27 de junho de 2010

That's alright!

Curtam esse video maneiro do "Rei do Rock"... Na banda de apoio, nosso inconfundível e brilhante (literalmente) batera Márlon Costa!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Festinha na UnB cancelada...

Pessoas, a festinha que estava programada pra rolar hoje na UnB não vai mais rolar. Não há previsão de nova data, mas qualquer coisa a gente avisa aqui... =(

Ainda nem lançamos o novo disco e já estamos trabalhando com outras músicas novas. Espero poder postar algum som ou vídeo aqui em breve.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Korina no São João? Ê trem bão, sô!


E a agenda Korina não para! =]

Na quinta-feira da semana que vem (24/06) vamos tocar tem uma festinha na UnB. Ainda não temos muitos detalhes sobre a gig, mas a gente avisa vocês assim que soubermos do que se trata!

Já no dia 10 de julho, vamos participar de uma festa julina das boas, lá no Clube da Imprensa, com todas as comidas e bebidas típicas que você espera e, de quebra... Um baita festival de rock!!! No Festival São Rock, são 9 bandas, 2 tendas, 17 Dj's, é muuuuito rock'n roll! Só coisa fina!

Como de praxe, assim que as informações forem aumentando, vamos avisando por aqui... Preparem-se que o bixo vai pegar!


sexta-feira, 11 de junho de 2010

É hoje: Korina em Taguá na 2ª edição da Ponte Aérea do Rock!


Amig@s!

Hoje à noite tem show da Korina na segunda edição do projeto Ponte Aérea do Rock, no Blues Pub, em Taguatinga. Também tocam no evento as bandas Engenho (antiga Casa de Varanda) e Tiro Williams.

A ideia do projeto é facilitar a circulação das bandas de rock locais em novos espaços e novos públicos, fortalecendo a cena roqueira do Distrito Federal e aproximando os públicos de Brasília, das cidades-satélites e do entorno. Olhaí a programação:

21h00 Discotecagem
22h30 Engenho
23h25 Korina
00h20 Tiro Williams
01h00 Discotecagem

Nos vemos lá!

PONTE AÉREA DO ROCK
Data: 11/06/2010 (HOJE)
Local: Blues Pub, CSA 01 LOTE 01 Loja 06/07, Taguatinga Sul (atrás do posto de gasolina, indo para o Plano Piloto).
http://www.bluespub.com.br
Preço: R$ 5,00 mulheres, R$ 7,00 homens
Horário: a partir das 21hs

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Korina borbulhando em Piri no próximo sábado!


No próximo sábado (29/05) vai rolar a terceira edição da Bolha Cultural - Mostra de Artes Integradas, 3 edição, na agradável cidade de Pirenópolis/GO, no Cine Pirineus. Tem Korina entre as bandas que vão tocar. Será ótemo voltar lá depois de tudo que aprontamos no último Grito Rock... Olha o line up:

Desdobradores do Tempo no Horizonte Vertical - DF
Tripe em Trupe - Anápolis
Korina - DF
Gambira - Piri
Enema Noise - DF

Pra maiores detalhes, é só clicar aqui...


3ª BOLHA CULTURAL
Quando: 29 de maio, próximo sábado, a partir das 18hs (antes, rolará um cortejo do Grupo Boca do Lixo pela cidade, convidando tod@s para o evento)
Onde: Cine Pirineus, Pirenópolis/GO
Quanto: R$ 2,00 + 1Kg de Alimento não perecível

Nos vemos lá!

[]'s

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Martelando & Cantando...

Korina agradece a tod@s que foram ao Gate's ontem prestigiar o nosso show no Festival Martelada, foi sensacional! Agradecemos também aos Velhos e Usados e ao Coletivo Esquina pela oportunidade de participar desse evento. Valeu mesmo!

Um relato maneiro do que rolou ontem você pode ler aqui.

Pra quem não foi ao Gate's ontem, hoje tem mais coisa boa: Trampa (DF), Dom Capaz (MG), Velhos & Usados (DF) e Rinoceronte (RS). Sempre no Gate´s Pub(403 sul), a partir das 22 horas com ingressos à quinze reais. E não esqueçam de trazer donativos pra campanha de apoio às vítimas das chuvas no Rio!

[]'s

K.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Festival Martelada & Campanha de Ajuda ao Rio

Amig@s!

Como vocês já sabem, começa hoje no Gate's Pub o Festival Martelada, que reune algumas das melhores bandas independentes daqui de Brasília e do restante do Brasil (entre elas, a Korina).

Pra quem está pensando em assistir aos shows, uma dica importante: a organização do festival está realizando uma campanha de apoio às vítimas das chuvas do Rio de Janeiro, em parceria com o Coletivo Ponte Plural, de Niterói/RJ. A ideia é que o público leve donativos, recebendo, em troca, cupons para participar de sorteios de vários kits com material das bandas participantes do evento.

Até mais tarde!

Abraços solidários,

K.




quarta-feira, 19 de maio de 2010

Festival Martelada!!!


Amig@s!

É com imenso prazer que convidamos tod@s vocês a prestigiar o Festival Martelada, que rola amanhã, sexta-feira e sábado no bom e velho Gate's Pub, trazendo a Brasília 12 bandas de destaque no cenário independente brasileiro. O festival é organizado pelo Coletivo Esquina, coletivo cultural que representa o Circuito Fora do Eixo em Brasília, e a banda Velhos e Usados.

Cada noite de evento conta com quatro apresentações, sempre divididas entre duas bandas de Brasília e de outros estados, que incluem Pernambuco, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Paraíba. Eis a programação:

Quinta 20/05 (amanhã!)
Abertura: banda do festival Caça-Bandas selecionada pelo público
23h00 Korina (DF)
23h50 Sex on The Beach (PB)
00h40 Gilbertos Come Bacon (DF)
01h10 Nublado (PB)

Sexta 21/05
23h00 Trampa (DF)
23h50 Dom Capaz (MG)
00h40 Velhos e Usados (DF)
01h10 Rinoceronte (RS)

Sábado 22/05
23h00 Enema Noise (DF)
23h50 Gandharva (PE)
00h40 Brown-HÁ (DF)
01h10 Nevilton (PR)

Como vocês podem ver, a Korina tocará amanhã, juntamente com as bandas paraibanas Nublado e Sex on the Beach, além da também candanga Gilbertos Come Bacon. Só coisa fina!

FESTIVAL MARTELADA
Quando: 20, 21 e 22 de maio, 22hs
Onde: Gate's Pub, 403 Sul
Quanto: R$ 15,00

Nos vemos lá!

[]'s

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Ponte Aérea do Rock - sábado!


Amig@s!

Taí o flyer da Primeira Ponte Aérea do Rock que rolará no próximo sábado, 15 de maio, lá no Água de Beber, em Taguatinga. A ideia do projeto é facilitar a circulação das bandas de rock locais em novos espaços e novos públicos, fortalecendo a cena roqueira do Distrito Federal e aproximando os públicos de Brasília, das cidades-satélites e do entorno. O evento está sendo realizado em parceria da Korina com a banda Triplo 20 (www.myspace.com/triplo20), anfitriã dessa primeira edição.

E vamo nessa!


PONTE AÉREA DO ROCK
Data: 15/05/2010 (sábado)
Local: Água de Beber, QS 3 Lote 15 Loja 02 (em frente ao Carrefour), Taguatinga Sul (http://www.aguadebeberbar.com.br/)
Preço: R$ 5,00
Horário: a partir das 21hs

Programação:
21h00 Discotecagem
22h30 Triplo 20 (www.myspace.com/triplo20)
23h25 Korina (www.myspace.com/korinakorina)
00h20 Os Dinamites (www.myspace.com/osdinamites)
01h00 Discotecagem

segunda-feira, 3 de maio de 2010

PONTE AÉREA DO ROCK

A Korina vai estar se apresentando com Os Dinamites (www.myspace.com/osdinamites) e com o Triplo 20 (http://www.myspace.com/triplo20) lá em Taguatinga no próximo dia 15. Além das bandas haverão djs também. Estão todos convidadíssimos! Haverá música nova e um baixista novo, o grande amigo Rafa, que tocava baixo no Lesto! e já agitou muita festa boa com a galera do Somdubom. Esperamos vocês lá!
PONTE AÉREA DO ROCK - Data: 15/05/2010 (sábado) Local: Água de Beber, QS 3 Lote 15 Loja 02 (em frente ao Carrefour), Taguatinga Sul (http://www.aguadebeberbar.com.br/) Preço: R$ 5,00 - Horário: a partir das 21hs

quinta-feira, 29 de abril de 2010

TIGRE DE BENGALA

Vídeo do show feito com o Brown-Há no Velvet Pub, 1ª Noite Fora do Eixo. Foi a primeira vez que tocamos essa música. Curtam aê & aquele abraço!


segunda-feira, 26 de abril de 2010

DYLANESQUE

Nosso ex-Celso e ins-piradíssimo Jean Michel, poeta e compositor frrances contemporraneo, ao escutar Dylanesca, profundamente tocado, esporrou essa opereta fantástica com muitos pés e muitas cabeças. A letra não guarda relação estreita com a original, mas bebe da mesma fonte.


video

quinta-feira, 22 de abril de 2010

TRAMPOLIM


Vôo de avião
Em que embarco
Barco do até
Em que me perco
Qual a previsão
De chuva hoje?
Será assim
O dia, seco?

Moro num barraco
Abandonado
Durmo na maré
Do frio peito
Quase nada
Pra mim é tudo
Metade do que
Me dão, aceito.

Sou a dor do sol
Que explode e brilha
Sou a noite esguia
Numa ilha
Meu nome é Incerteza
Filho do desencanto
Enquanto houver malvadeza
Neste mundo eu canto.

Já vi homem
E animal
De olho aberto
A dormir
Já fui rei
Num carnaval
Depois tive
Que fugir.

Quem me conhece
Finge que me sabe:
Eu sou o cérebro de um xiita
E o trampolim de um árabe.

Se acaso falo
Por meio de símbolos
Saberão no mundo
Não estou mentindo.
Metade palavras
Metade estímulos
Ora estou chorando
Ora estou sorrindo.

Celebro a alquimia
E a montanha-russa
Faço o que me dê na telha
E mesmo que a vaca tussa
Ou tussa a abelha
Faço também o que não faria

(A minha mente pulsa!)

& treme como um sonho
Que treme
& geme como um lírio
Que brota
Nos olhos
De uma mulher atípica
Que perdeu a rota.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

MONOTONIA EM SI MENOR

As pegadas de Artur, mal tocadas ao chão, desapareciam como fogos-fátuos sobre lápides, ossos. A canícula, essa espécie de palavra que age mais por sugestão do que por um significado, postulava ao lado de um hidrante enferrujado que estava plantado como um cacto na desolação desértica daquela paisagem sérvia. Carregando por vales e colinas a memória e os sentidos, Artur devorava uma geração de si-mesmo após uma geração de si-mesmo & Quando pôs-se a escutar a cavatina de seu próprio ser, que poderia chamar-se muito bem “Monotonia em Si Menor”, o violão de doze-cordas pôs-se a tremer por completo, pois suas cordas estavam ansiosas demais para serem tocadas. as meninas logo puseram suas orelhas rosas e negras para fora das janelas imediatamente realizadas contra um fundo colonial & Suspiraram esfaceladas ao soar sua melodia marginal: músicamaleoa, fássustenidos diminutos e chaves de braço para dissolver aquele acorde-nota primordial: SI. Logo soava um lá, e lá permanecia... anoitecia sem dó – o frio no deserto era cortante. Como cortante era dedilhar o aço com dedos queimados. Uma pausa para fumar & De repente uma Sala de Projeção. Poltronas vermelhas que no escuro eram cor de sangue escuro. Tecido branco & De repente um céu, logo um leão & eis que o filme acaba. Artur Pirilampo corre pro campo atrás dos vagalumes. Quando lá chegou ficou sem entender para onde queria ir: se para o campo atrás dos vagalumes, ou se para ali, em meio aos vultos. Nesse momento surge uma gaiola que fala e lê os lábios (ela era surda) mas não entende muito bem a linguagem simbólica. E foi assim que eles inventaram o diálogo: uma boca seca e acanhada incha sob uma mordida insuspeita & relincha como um pônei em desespero. uma grade falso-dourada exacerba o seu coeficiente de elasticidade e compreende um palpite. “IT!” – Artur subitamente foto. reflexo carnívoro que num puleiro demente assobia a monotonia lógica, as amarras do convulsivo. Nunca mais pegadas: suspensão dos auto-falantes: ser o que penso? o que sinto? Serukipaçu! Serei-a.

terça-feira, 30 de março de 2010

TODO MUNDO DOIDO É MELHOR!

Resolvi postar este vídeo por mera nostalgia: Joe Silhueta & Seus Barbados, apresentação única e exclusiva no Festival de Música da UnB, 2008 ou 2009? Tocamos duas músicas, mas a única registrada foi esta versão de Rainy Day Women, do Dylan. O Joe Silhueta era eu, Guilherme (voz/violão); Os Barbados eram: Márlon (bateria), João Miguel (guitarra), Diogo (baixo/slide whistle/voz fina), Bill (baixo/slide whistle), Alan (percussão), Chico (trombone), Ramón (trompete) e Alexandre (.... eh... lembro que ele tava com uma fantasia muito comédia de rastafari... mas o que ele tocava? Ah! lembrei: gaita). Essa parada toda é pré-Korina eu acho. Não durou quase nada, mas foi divertido pacas! Todo mundo doido é melhor!


quarta-feira, 24 de março de 2010

BLUES


baby blue
bye, bye
baby
“blues
falling down
like hail”
a vida pede urgência
em seus meios
& a fuga
de bach
não bastará
so bye, bye
my blue baby
se alguém perguntar
diga que o amor teve
que tirar férias
de semanas tão sérias
when you find yourself
in trouble
walkin’ along the cost
among doubles
of each others
daqui a pouco só
a chuva alcançará você
nós, três
all falling
must to keep moving
get stoned

quarta-feira, 17 de março de 2010

FOTOS!

Obrigado a todos e todas que compareceram ao show do dia 11, a todo mundo que emprestou cabo, pedal, amplificador, ao Artur-Lobo-Velho&Usado, que sempre me empresta sua fabulosa Telecaster Semiacústica, um agradecimento muito especial ao Fernando Jatobá, guitarrista do Brown-Há, que deu uma baita força dando uma carona pra batera do Márlon, e a todo mundo que organizou a festa. Foi massa! Espero que possamos nos encontrar novamente o mais breve possível. Oxalá!

Fotos da Korina na Cansei de Ser Cult - Velvet Pub, 11/03/2010.






sexta-feira, 5 de março de 2010

CANSOU DE SER CULT?


E pra manter o ritmo de apresentações, dia 11 de março (quinta-feira) estaremos tocando no Velvet Pub (102 norte), na "Cansei de Ser Cult". Além da Korina haverá discotecagem com os djs Cookie Valentino e Maraskin. R$ 5,00 até às 22hrs; depois é R$ 10,00. Esperamos vocês!

terça-feira, 2 de março de 2010

PIRI-ROCK

Algumas fotos do Grito Rock em Pirenópolis, tiradas pela gentil Flora Dias.







KO KO KORINA

Nosso grande amigo paquistanês Ahmed Rushdi gravou essa música para homenagear a banda Korina, que deve estar completando um ano de existência, ou já completou, não sabemos muito bem. De qualquer forma, eis o presente que Ahmedinho nos enviou esses dias.



A pequena Koila também fez uma graça e gravou esse vídeo enquanto colhia as flores do Grande Jardim. Até hoje as flores não chegaram. Mas o vídeo chegou Koila! Telupuvate!



quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Crônica Pirenopolina (Parte 1)

Amig@s!

O carnaval da Korina foi de altíssimo nível... Fizemos não apenas um, mas dois shows em Pirenópolis/GO! A cidade estava tão lotada de gente (i.e., brasilienses) que quase entrou pro Guinness Book pelo maior engarrafamento no interior do Goiás da história (perdeu por míseros 5km de extensão para Caldas Novas). Pra falar mais dessa viagem, o Guilherme Cobelo nos presenteou com um texto su-realista sobre tudo que passamos por lá. Eis a primeira parte:

Crônica Pirenopolina (Parte 1)
por Gui Cobelo

Então saímos de Brasília às 10 horas da manhã, eu, Kelton e o Velho-&-Usado Arthur Lobo com destino a Pirenópolis, todos mais ou menos perdidos com o rumo que iríamos tomar. Após uma hora no caminho errado, engatamos o velho Palio Dourado na estrada pra Águas Lindas e seguimos viagem tentando sintonizar as rádios locais, que de vez em quando deixavam escapar nos alto-falantes alguma canção rancheira ou um dance nostálgico que nunca ficava no ar por mais de dois minutos. Isso porque o toca-cd não funcionava muito bem, e a cada rachadura no asfalto o som quicava e ficava mudo. Mas isso foi até cruzarmos os povoados. Quando pegamos o estradão mesmo, aí o country-rock rolou à solta. Hank Williams, Michael Nesmith, Gram Parson, Flying Burrito Brothers etc. Ramones caiu muito bem também.

Chegamos em Piri lá pro meio-dia, mortos de fome. Descarregamos nossas tralhas no Odundê, um espaço bem bacana onde o nosso amigo Ernesto nos recebeu e nos indicou um cê-que-se-serve barato que infelizmente estava muito cheio pros nossos pratos. Acabamos comendo no restaurante Pireneus, onde a comida não é tão barata mas pelo menos a gente podia se servir à vontade, com direito a sobremesa que eu “esqueci” de pagar. Enfim satisfeitos, e como não encontrávamos o Marlon em lugar nenhum, resolvemos descansar que nem três cachorros cansados em baixo de uma mangueira, regando o organismo com bastante cerveja gelada na vendinha de uma tia onde rolava uma bossinha e alguns frangos assando naquelas estranhas televisões.

Quando era umas duas-e-meia o Marlon nos liga querendo saber se já estávamos na cidade. Como a passagem de som era às três horas e nosso humor estava muito bem, obrigado, pregamos uma pequena peça dizendo que o carro estava quebrado em Corumbá & que a única marcha que funcionava era a quarta & que tínhamos conhecido umas garotas que haviam topado nos dar carona, só que não sabíamos que horas elas iriam – até que deu dó do Marlon, que estava todo preocupado no telefone achando que o esquema iria furar, e contamos a verdade. Claro que ele ficou meio puto, e com razão, afinal interurbano é caro, e ele não tinha crédito pra esse tipo de brincadeira e patati-patatá. Mas assim que encontramos ele já estava tudo bem, ele estava sorrindo, nos abraçamos e dissemos que era carnaval – argumento infalível!

Não sem um certo atraso após uma correria atrás de fonte & estabilizador & colchonete com nosso amigo Jonas, passamos o som e esperamos a nossa vez de tocar. Enquanto o pessoal dos Novos Vinis faziam sua passagem, ficamos sentados na grama passando o tempo, fumando, comendo sanduíche e bebendo mais cerveja. Lembro que o Kelton estava um pouco mau-humorado nessa altura do dia por não ter tomado banho, mas felizmente aconteceu de um carro parar bem na nossa frente – creio que por causa do Arthur – e de dentro dele desceu uma figura branca e esquelética, uma espécie de Lacraia Albina, trajando apenas um fio dental de oncinha, que deu uma reboladinha, flertou brevemente com o Arthur e se despediu com beijinhos, entrando no carro e descendo a ladeira. Qualquer mau-humor que pudesse restar acabou naquele exato momento. Salve! salve! os loucos de férias! Ganhamos o dia.

Então rolou o show dos Novos Vinis. Eu mesmo nunca tinha visto eles ao vivo, só pelo youtube, e me surpreendi. O som deles é bem animado e pra frente, uma coisa meio country-rock com boas melodias e harmonias vocais. Infelizmente não dava pra escutar as letras, o espaço era pequeno e os instrumentos acabavam cobrindo as vozes. Mas deu pra sacar a energia da galera, que mesmo depois de um longo roteiro de shows sucessivos conseguiram manter o ânimo aceso. Eles devem ter tocado uma meia-hora eu acho, tirando o tempo gasto pra afinar a guitarra e, quando a corda arrebentou, pra trocar o instrumento. Como não tinha muita gente no show, acabou ficando um clima bem descontraído, creio que ninguém se importou. Eu pelo menos nem liguei. E foi com a mesma descontração que plugamos nossos instrumentos e tocamos nossas músicas. A acústica do local não estava lá essas coisas mas o cara da mesa de som fez algumas mágicas pra eu poder ouvir minha voz. Tocamos umas onze músicas e quando estávamos tocando a saidêra a energia do Odundê começou a falhar até ficar apenas um murmúrio solitário de guitarra no ambiente, acompanhado pela bateria que felizmente não precisa ligar na tomada pra funcionar. Pra não deixar a música morrer, aproveitei as batidas do bumbo e da caixa e emendei uma marchinha de carnaval pra variar. Quanto riso! Ó! Quanta alegria! Mais de mil palhaços no salão... Acabamos o show no escuro e rapidamente começamos a desmontagem pra ceder o espaço pra galera que iria tocar depois da gente. Entre eles o lendário Lanny Gordin, um guitarrista fantástico que esteve ao lado de muita gente boa nos anos 60 e 70, entre eles Caetano Veloso e Os Mutantes. O cara carrega uma espécie de aura consigo. Dizem que ele esteve internado em um hospital psiquiátrico com o diagnóstico de esquizofrenia. Mas não era a loucura que dava o tom de sua aura. Sei lá. O olhar dele tem alguma coisa de sobrenatural, não apenas loucura; é como se ele estivesse com um pé no lado claro da lua, não no lado escuro. Lembro de estar descendo a ladeira com o Diego de Moraes e uma figura toda de preto passar ao nosso lado. O Diego ficou meio alvoroçado e cutucando me disse: “Cara, esse não é o Lanny Gordin?! É ele! É o Lanny Gordin!” Eu concordei e por um momento ficamos olhando aquele senhor solitário subir calmamente as calçadas.

Muito bem. Voltando às nossas idas e vindas, assim que acabou o show e depois de ter encontrado nossos amigos recém-chegados de Brasília – deviam ser umas oito horas da noite – sentimos necessidade de tomar um banho pra renovar as energias. Na verdade só o Kelton e o Arthur. Senti que se eu tomasse banho naquele momento eu perderia alguma coisa que estava na minha pele e no meu suor e que eu não queria de forma alguma perder. Um desodorante bastaria. E nem isso havia. Mas o duro mesmo foi encontrar o caminho de volta pra casa da Karine, uma garota gente boa que estava cedendo a casa pra fazermos nosso alojamento. Apesar de antes do show termos dado um pulo na casa dela pra conhecer o caminho, foi difícil acertar de primeira. Primeiro porque a cidade estava cheia, e é complicado se concentrar em algo quando tem um bloco de foliões fechando a rua e pulando na frente do seu carro. Depois a memória sempre falha por algum motivo, oras bolas. Ninguém é de ferro. Sei que na primeira tentativa eu acabei fazendo um círculo exato e voltando misteriosamente pro mesmo ponto. Aí telefonemas vão, telefonemas vêm, e a Karine dá uma explicação mais pormenorizada do trajeto. Tudo que eu lembro é que deveríamos encontrar uma cruz-de-pedra e daí entrar na primeira ruazinha à esquerda. Mais de meia-hora depois, e com o Arthur no volante, conseguimos enfim chegar na dita cuja. O primo dela estava lá a um tempão esperando a gente pra poder nos entregar a chave e curtir a noite, mas felizmente ele não parecia bravo nem nada. E se estivesse também, fazer o que, né? Kelton e Arthur tomaram seus devidos banhos enquanto eu na varanda ficava desfiando uns blues na guitarra. Logo-logo estávamos no carro, de volta ao centro, animados com a perspectiva de uma longa noite pela frente.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Os Dilúvios Imaginários

Muito bem. Resolvi postar aqui um conto meu que foi publicado no site Cronópios. Pra quem não sabe, estou com um livro de contos na gaveta prontinho, só esperando recursos pra ser lançado. O nome do livro é "Kitschnets". São várias histórias sobre quitinetes e personagens "quitinetados". Quem quiser dar uma conferida no que estou dizendo é só acessar o seguinte link: http://www.cronopios.com.br/site/prosa.asp?id=4298 . O nome do conto é "Os Dilúvios Imaginários" e consegui um premiozinho de 500 legais com ele num concurso das Livrarias Curitiba. É isso. Pretendo colocar mais textos meus na net, mas antes quero lançar esse tal livro. Se alguém estiver interessado em patrocinar a impressão favor entrar em contato comigo: Guilherme Cobelo, guimecob@gmail.com, 8484-9356! Valeuras!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

A noite é longa e eu não quero dormir não senhor!


O GRITO ROCK chegou e o Korina tá na panela! Nesse carnaval(15/02), tocaremos na edição pirenopolina do festival, que tem a maneiríssima proposta de promover shows integrados por todo o território nacional e em alguns outros países da América Latina. O show será as 17h no espaço cultural Odundê, lugar novo que já teve a moral de trazer o trombonista Bocato pra inaugurar o lugar. A dica suprema é que 2 dias antes do festival (13/02), o Odundê vai trazer Lanny Gordin pra tocar e fazer um workshop. Pra quem não conhece ele é um dos maiores guitarristas brasileiros e lenda tropicalista dos anos 60, já tocou com gente do calibre de Tim Maia, Caetano, Gil..Recomendo a coletânea "Brazillian Nuggets" pra quem quiser sacar algumas coisas que ele já gravou.

Aqui em Brasília o GRITO ROCK também vai muito bem.A galera do coletivo esquina, responsável pela edição brasiliense, fará a seletiva da banda que abrirá o festival nessa sexta-feira(05/02) no Teatro do Bancários. Já confirmaram presença no GRITO ROCK Brasília Black Drawing Chalks(GO) e Vivendo do Ócio(BA), imperdível.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

O tigre-de-bengala apareceu com a mulher-coala...

Gostaríamos de agradecer o pessoal do Coletivo Esquina, do Brown-Há e tod@s que compareceram ao show de sexta-feira. Foi demais! Nos divertimos à bessa (é assim que escreve?) e já estamos prontos pra outra. Estamos editando uns vídeos desse show e em breve postaremos aqui no blog. Por enquanto, aí estão umas fotos tiradas pela "lovelove6" (http://www.flickr.com/lovelove6), que por sinal ficaram bem boas! Valeu amoramor6!













quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Korina na 1ª Noite Fora do Eixo

Amig@s!

A Korina tocará com o pessoal da banda Brown-Há na próxima sexta-feira (29 de janeiro) lá no Velvet Pub, na 102 Norte. Será uma prévia do Festival Grito Rock 2010, organizado pelo Coletivo Esquina (www.coletivoesquina.wordpress.com), uma galerinha da pesada que tá pondo fogo em Brasília (figurativamente). Enfim, muito rock e muita gente bonita (literalmente). Nós vemos lá!

Noites Fora Do Eixo (Korina + Brown-Há)
Quando: próxima sexta-feira, dia 29 de janeiro, a partir das 21hs
Onde: Velvet Pub (102 Norte)
Quanto: R$ 10

Bjo no coração!

Ouça: www.myspace.com/korinakorina
Saiba: korinabanda.blosgpot.com
Tuíte: www.twitter.com/korinabanda

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Noite Esquina

Estaremos tocando com o Brown-Há dia 29 de janeiro lá no Velvet Pub, que fica na 102 norte, na comercial; vai ser a prévia do Grito Rock 2010, um festivalzinho maneiro que promete agitar a sapucaia. Esse show do dia 29 tá sendo produzido pelo pessoal do Coletivo Esquina (www.coletivoesquina.wordpress.com); só a galera manera. Esperemos pelos horários & coisa & tal.